Duo francês ‘A-nima-L‘ exibe fotos inéditas do emblemático Hospital Matarazzo - São Paulo São

Galeria Luís Maluf Art Lab (Vila Madalena) inaugura no dia 10 de novembro, quinta-feira, às 19 horas, a mostra “A-nima-L na Cidade Matarazzo”, do duo de fotografia A-nima-L.

São exibidas 25 fotografias, algumas com intervençôes, tiradas após o desmonte da exposição coletiva “Made by…Feito por Brasileiros”, realizada no Hospital Matarazzo, no bairro paulistano da Bela Vista em 2014. Dividido em eixos temáticos que destacam os locais, reflexos e personagens, o conjunto de fotografias traz a público os espaços inacessíveis daquele que foi o hospital emblemático da comunidade italiana local, em funcionamento até o início dos anos 1990.

As incursões fotográficas pelas instalações do hospital em 2015, antes do início da reforma do conjunto de edificações dos anos 1930, foram uma oportunidade única, segundo Alex Diss e LVDV (os dois fotógrafos do duo A-nima-L) : “Era nossa chance de explorar as memórias de um lugar que ia desaparecer e colocar nossa pegada”, afirmam, refererindo-se à conversão, ainda em curso, do hospital desativado em um complexo de shopping center e hotel de luxo pelo empresário francês Alexandre Allard.

Tomando partido do aspecto abandonado do grande complexo hospitalar, Alex Diss e LVDV singularizaram espaços como corredores, salas, e cenas, assinando conjuntamente as obras, tal qual um fotógrafo de 4 olhos e uma só máquina.

São 25 fotos tiradas após o desmonte da exposição ‘Made by…Feito por Brasileiros‘.São 25 fotos tiradas após o desmonte da exposição ‘Made by…Feito por Brasileiros‘.

 

A exposição é dividida em eixos temáticos que destacam os locais, reflexos e personagens.A exposição é dividida em eixos temáticos que destacam os locais, reflexos e personagens.

 

“Era nossa chance de explorar as memórias de um lugar que ia desaparecer e colocar nossa pegada”.“Era nossa chance de explorar as memórias de um lugar que ia desaparecer e colocar nossa pegada”.A-nima-L

Alex Diss (Nancy, França, 1973). Francesa radicada em São Paulo desde 2012, foi criada em um ambiente artístico e estudou história da arte. Dedica-se à fotografia sobretudo durante suas viagens. A estada na Índia em 2006 modificou seu olhar em direção àquilo a que se refere como “fotografia da mente”, espécie de novo horizonte visual e mental em que as referências acadêmicas ocidentais estão revoltas e a imperfeição da realidade torna-se estética. A passagem desse adestramento e educação do olhar, espécie de “declique”, para uma temática mais instintiva, segundo ela, aprofundou-se no Brasil a partir de 2014, quando tomou consciência da expressão de sua sensibilidade e da possibilidade de tornar “visível o Imperceptível” que a fotografia abria.

LVDV (Lyon, França, 1972). Fotógrafo francês com alguns anos de janela e  experiência, está sempre com a câmera à mão desde o início dos anos 2000 em suas viagens a negócios ou lazer. Atento aos assuntos que poderiam render uma boa foto, saca a câmera e clica. “Para mim, não há nenhuma foto ruim. O que conta é o momento que vai ficar impresso e é essa capacidade de ver o momento que pouca gente consegue perceber que faz a singularidade das minhas fotos. A foto é o único retrato do presente de algo, imortalizado entre um passado que não existe mais e um futuro ainda por acontecer “, declara.

O conjunto de fotografias traz a público os espaços inacessíveis do hospital.O conjunto de fotografias traz a público os espaços inacessíveis do hospital.

 

O hospital desativado deve ser transformado em um complexo de shopping center e hotel de luxo.O hospital desativado deve ser transformado em um complexo de shopping center e hotel de luxo.

 

As obras, são assinadas de forma conjunta tal qual um fotógrafo de 4 olhos e uma só máquina.As obras, são assinadas de forma conjunta tal qual um fotógrafo de 4 olhos e uma só máquina.

Serviço

Exposição de fotografias “A-nima-L na Cidade Matarazzo”, do Coletivo A-nima-L
Abertura: 10 de novembro, quinta-feira, às 19 horas.
Período expositivo: 11 de novembro a 9 de dezembro de 2016.

Galeria Luís Maluf Art Lab
Rua Medeiros de Albuquerque, 9b.
São Paulo – SP.
Horários: terça a sábado, das 13 às 18 horas.
Tel.: (11) 2367 3437.

***
Com informações da Adelante Comunicação Cultural. Fotos: A-nima-L.