Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

 

"Pineapple" (Abacaxi) obra em serigrafia do artista pop americano Andy Warhol, cerca de 1967. Imagem: Imagem: King & McGaw  / Reprodução."Pineapple" (Abacaxi) obra em serigrafia do artista pop americano Andy Warhol, cerca de 1967. Imagem: Imagem: King & McGaw / Reprodução.

"Americanos são muito estatísticos
Têm gestos nítidos e sorrisos límpidos
Olhos de brilho penetrante que vão fundo
No que olham, mas não no próprio fundo
Os americanos representam boa parte
Da alegria existente neste mundo"

(trecho do texto "Americanos", de Caetano Veloso, 1992).

A pandemia desencadeada pelo coronavírus deixou ainda mais nítida a falta de cuidado com o passeio e com o espaço público em geral. Foto: Getty Images.A pandemia desencadeada pelo coronavírus deixou ainda mais nítida a falta de cuidado com o passeio e com o espaço público em geral. Foto: Getty Images.

Locomover-se é a capacidade que muitos organismos têm de se movimentar por seus próprios meios no habitat em que vivem, já ensinava a biologia. Se dermos alguns passos (muitos passos) atrás, vamos encontrar o caminhar nos primórdios da nossa espécie, inclusive como uma característica que nos diferenciou dos nossos primos mais primitivos. Foi caminhando que o Homo sapiens ficou de pé na África e se pôs a explorar os quatro cantos da Terra.

Foto: Carlos Monteiro.Foto: Carlos Monteiro.

Olá como vai? Eu vou indo e você, tudo bem? Tudo mesmo? Tem certeza?

Hoje, e quando possível, deixe na garagem seu ‘Fuscão Preto’; estacione seu ‘Opala Azul’, guarde a ‘Brasília Amarela’, o ‘Corcel cor-de-mel’, aquele ‘Mustang cor-de-sangue’; imobilize a‘Kombi 66’, o ‘Calhambeque’, o ‘Carro Velho’; retenha o ‘Mercedes Benz’, o ‘Ford Corcel 73’, deixe, até, a ‘Rural’, o ‘Sinca Chambord’ e o ‘Fiorino’ no parqueamento.

Pelo menos hoje, a Stefhany vai estacionar o CrossFox; irá de Metrô. Angélica esquecerá o táxi e irá a pé, fazendo aquele exercício básico.

No Dia Mundial sem Carro (23/09), cada um faz sua parte. Pise no freio, obedecendo ao coração e pare, nunca na contramão, mas pare, freie, breque, carregue nos travões.

Deixe o carro em casa!

O Mercadão foi inaugurado em 1933, vindo a substituir o antigo Mercado Central, que funcionava a céu aberto na Rua 25 de Março. Foto: Acervo Prefeitura de São Paulo.O Mercadão foi inaugurado em 1933, vindo a substituir o antigo Mercado Central, que funcionava a céu aberto na Rua 25 de Março. Foto: Acervo Prefeitura de São Paulo.

O mercado de Santo Amaro está em obras. Quase três anos depois do incêndio, ele foi concessionado e o Consórcio Fênix, empresa que ganhou o leilão, vai bancar uma grande reforma, com expectativa de que volte a funcionar em dois anos.

Nunca antes na história deste ou de qualquer outro país a volta às aulas foi um assunto tão emocionante, tão polêmico, tão cheio de críticas, com tantos novos “especialistas” e palpiteiros. Mas o dia chegou. Cerca de 1,3 milhão de alunos retornam para a rotina das salas nesta semana por aqui. E estamos encarando com uma mistura de sensações. Nós, pais de dois, e todos os outros pais dos nossos grupos de whatsapp. A nossa ansiedade já vinha crescendo nas últimas semanas, com algumas pequenas pistas que iam sendo dadas em pílulas sobre o grande dia de volta às salas. E quando digo nossa, é a dos pais mesmo: os pequenos estudantes do meu convívio ainda não se mostram muito preocupados, apesar de bem cientes do que deveriam fazer, ou melhor, não fazer.

'Carona a Pé' durante trajeto rumo à escola antes da pandemia. Foto: Daniel Hunter / WRI Brasil.'Carona a Pé' durante trajeto rumo à escola antes da pandemia. Foto: Daniel Hunter / WRI Brasil.

Ainda incerta e polêmica, a volta às aulas presenciais remete não apenas ao cuidado com medidas de higiene e segurança sanitária, fundamentais para evitar o contágio nessa fase atual, mas também ao essencial ir e vir do dia a dia. Como os alunos irão para a escola, uma vez que o transporte coletivo não é tão recomendado?

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio