Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

São Paulo que faz Londres parecer uma vila, exagero de londrino apaixonado que aprendeu rápido a chamar-lhe realidade. Foto: Getty Images.São Paulo que faz Londres parecer uma vila, exagero de londrino apaixonado que aprendeu rápido a chamar-lhe realidade. Foto: Getty Images.

São Paulo completou 466 anos no último dia 25. A nossa paulicéia desvairada contemporânea, melhor e mais completa síntese e tradução de tantos Brasis. Aquela que foi um dia chamada de mau gosto, mau gosto, pelo poeta narcísico que ainda não a compreendera, recém se descobriu um dos destinos mais desejados no mundo. Desejada... Nada mal para uma quatrocentona já se aproximando dos cinco séculos de história.

Em 2018, ao contrário, mais de 20 mil pessoas com cidadania portuguesa retornaram ao país, grande parte delas vindo do Brasil, da Venezuela e da Suíça. Foto: Dinheiro Vivo.Em 2018, ao contrário, mais de 20 mil pessoas com cidadania portuguesa retornaram ao país, grande parte delas vindo do Brasil, da Venezuela e da Suíça. Foto: Dinheiro Vivo.

Portugal segue sendo um dos principais destinos para quem quer passear ou mesmo começar uma nova vida. Isso já não é novidade. Turistas e imigrantes chegam aos montes, principalmente os meus conterrâneos brazucas. Mas um movimento que vem se intensificando é a volta dos portugueses que anos atrás saíram do país em busca de melhores condições de vida e de trabalho. O Relatório da Emigração 2018 apresentado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros mostrou que o saldo entre os que querem sair do país e os que voltam foi positivo pelo segundo ano consecutivo, incluindo não só os nascidos em Portugal mas também os que possuem nacionalidade por descendência. Entre 2011 e 2017, por exemplo, Portugal chegou a “perder” mais de cem mil pessoas por ano, que cruzavam as fronteiras para buscar trabalho, salários mais altos e novas oportunidades. Em 2018, ao contrário, mais de 20 mil pessoas com cidadania portuguesa retornaram ao país, grande parte delas vindo do Brasil, da Venezuela e da Suíça. Apesar disso, a população portuguesa continua a encolher, o que tem feito o poder público focar esforços em políticas de fixação dos jovens no mercado de trabalho e nos incentivos para os que querem voltar.

Foto: Gabriela Aguerre.Foto: Gabriela Aguerre.

Em tempos difíceis, cada um procura suas próprias maneiras de mitigar os problemas. Há quem faça terapia, há os que fazem exercícios compulsivamente, há quem busque conselhos de outras pessoas, há os religiosos e também há quem caminhe.

O Carnaval é, sem dúvida, um dos espetáculos mais bonitos do planeta. Do Rio de Janeiro a Veneza, de Nova Orleans a Santa Cruz de Tenerife, a explosão de cores, formas, ritmos e fantasias encanta e atrai pessoas de todas as culturas e idades, que se unem em torno da alegria e da celebração da vida.

Cartões de controle de entrada de imigrantes portugueses no Brasil no início do século XX. Imagem: Arquivo Nacional.Cartões de controle de entrada de imigrantes portugueses no Brasil no início do século XX. Imagem: Arquivo Nacional.

Durante muito tempo, principalmente na minha infância no Rio de Janeiro, até o final dos anos 1970, sempre que surgia alguma história sobre portugueses, os personagens eram Joaquim ou Manuel. Nas piadas ou nas padarias, eles eram onipresentes. Era como se o critério para ser imigrante fosse ser chamado por um desses nomes. Dá até para imaginar o controle de passaporte na chegada do navio no Rio de Janeiro.

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio