“Descansar do Mundo”, livro que reverencia a cidade, tem crônicas publicadas no São Paulo São - São Paulo São

Desligo o rádio do carro para ouvir os ruídos da cidade. Ainda não tem aquele reverberar do trânsito, do vozerio, das buzinas. Foto: Robson Leandro da Silva / Flickr.Desligo o rádio do carro para ouvir os ruídos da cidade. Ainda não tem aquele reverberar do trânsito, do vozerio, das buzinas. Foto: Robson Leandro da Silva / Flickr.

A jornalista Marina Bueno Cardoso lança pela Editora Penalux, no próximo dia 24 de setembro, seu segundo livro de crônicas com o sugestivo título “Descansar do Mundo”. O evento será no Bar Balcão, em São Paulo, a partir das 19h.

O título da publicação parece nos fazer um convite ao distanciamento das despreocupações com a turbulência mundial e condição esquizofrênica do país na atualidade. Mas não é bem isso. A proposta da cronista é que os leitores mergulhem no dia-a-dia da urbe e confrontem-se com as diferenças, encan tos, injustiças, curiosidades, impaciência, sonhos, gentilezas, misérias, vitórias, ironias, espantos e tudo o mais que permeia a vida de quem mora na capital paulista. Suas crônicas sintetizam os muitos universos de SP e a necessidade de desprender-se momentaneamente das agruras e frenesi cotidiano, sugerida pelo título, revela-se por inteiro numa delas.

Tozinho e o Cão de Fila: tornar o produto tão conhecido como a banana. Foto: Reprodução / Revista Veja -1977.Tozinho e o Cão de Fila: tornar o produto tão conhecido como a banana. Foto: Reprodução / Revista Veja -1977.

Com cuidadosa edição e ilustração de capa de tela de Gregório Gruber, “Descansar do Mundo” traz uma variedade de temas e abordagens, como ressalta o escritor e professor universitário João Anzanello Carascozza que assina o texto da orelha: “O livro abre com a primeira experiência da autora ante as tradições judaicas e finaliza com a dolorida narrativa da morte de sua mãe – e, entre essas duas margens, proporciona-nos numerosas experiências de fruição literária, oferecendo uma multiplicidade de temas e de tipos humanos que florescem na metrópole”.

Imagem: Divulgação.Imagem: Divulgação.É o jornalista, biógrafo e também cronista Ruy Castro quem escreve na quarta capa do livro: “Ao ler as crônicas de Marina Bueno Cardoso, sinto-me estranhamente à vontade dentro delas – em família com suas palavras, seu ritmo, seu universo. Crônica é conversa fiada e gosto de suas histórias e do jeito que ela conta. Marina é coisa rara, uma cronista paulistana. Como uma cronista que se preza, ela mete os pés pelas mãos – ou seja, sai a pé por São Paulo e nos traz seus personagens, cheiros, cores. Ou, como ela própria diria, coisa (s) da cidade que tem voz própria, calor entre as pessoas e onde tudo é possível, até o impossível.”

A autora circula pelo perímetro dos Jardins, Pinheiros, Vila Madelena, Santo Amaro, Brooklin e, apesar de estar nessas ilhas prósperas da cidade, dá voz a todas as tribos. Nenhuma delas passa ao largo da sua observação. Com olhar e ouvidos atentos, ela capta a emoção de personagens tão interessantes quanto diversos: ambulantes que fazem show de acrobacia nos faróis; profissionais low profile; o garagista que “arranha” no francês; os pernetas pedintes que não perderam seus sonhos. Esses e outros tantos anônimos e famosos que dão vida à cidade têm lugar em seus textos.

“Também avulta dessa obra o apelo à memória que recupera preciosidades do passado (a história da pichação Cão Fila K26; o lanche na Vienense) e as atualiza com o conhecimento de hoje - outra qualidade rara na crônica tradicional, quase sempre enraizada no tempo presente”, ressalta Carrascoza, enfatizando: “Descansar do Mundo resulta, por sua pluralidade, num livro singular de crônicas.”

Trajetória

Marina Bueno Cardoso começou sua trajetória pela crônica como colaboradora do extinto Jornal da Tarde, do grupo O Estado de São Paulo, entre 1993 e 1995. Num longo intermezzo, dedicou-se à carreira profissional em Comunicação Corporativa e atuoucomo colaboradoraem revistas da Editora Abril e no suplemento Casa & Cia na Folha de São Paulo.  Em 2008 voltou a escrever crônica e a partir daí participou de oficinas literárias com escritores distintos como Marcelino Freire, Fabrício Carpinejar, Anna Rüshe, Noemi Jaffe e mais recentemente com Ronaldo Bressane.

 “Petit-Fours na Cracolândia”, seu primeiro livro, foi lançado pela Editora Patuá com Prefácio de Ignácio de Loyola Brandão, em 2015. Marina recebeu o Prêmio Paulo Setúbal com a crônica que deu título a publicação. Posteriormente, foi convidada por Maurício Machado, head do portal https://saopaulosao.com.br/, a escrever crônicas quinzenais, replicadas pelo portal literário http://www.musarara.com.br/, sob a batuta de Edson Cruz.  

O Rabino iniciou uma oração de agradecimento pelo jantar e pelo vinho “Baruch AtáHá-Shem Elo-kei-nu Me-lechHaOlam, BorePeríAgáfen”. Foto: Haaretz.O Rabino iniciou uma oração de agradecimento pelo jantar e pelo vinho “Baruch AtáHá-Shem Elo-kei-nu Me-lechHaOlam, BorePeríAgáfen”. Foto: Haaretz.

 “Entre Perucas e Solidéus”, crônica que abre o livro “Descansar do Mundo” foi publicada nos portais mencionados e premiada pela Associação de Letras de São Joaquim da Boa Vista.

Serviço

Lançamento do livro: “Descansar o Mundo”

Autora: Marina Bueno Cardoso.
Gênero: CRÔNICAS – Editora Penalux.
140 Págs – Ilustração de capa, tela de Gegório Gruber.
Lançamento: dia 24 de setembro (segunda-feira), a partir das 19h, no Bar Balcão.
Rua Dr. Mello Alves, 150 - SP.
Preço: R$ 38,00.
Site: www.editorapenalux.com.br a partir de Outubro, o livro também estará disponível na Blooks Livraria do Shopping Frei Caneca.

***
Com informações da Editora Penalux.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio