Outros - São Paulo São

São Paulo São Outros

Zumbi dos Palmares (Alagoas,1655 – Alagoas, 20 de novembro de 1695). Imagem: Reprodução.Zumbi dos Palmares (Alagoas,1655 – Alagoas, 20 de novembro de 1695). Imagem: Reprodução.

O dia 20 de Novembro foi escolhido como uma homenagem a Zumbi dos Palmares, data na qual morreu, lutando pela liberdade do seu povo no Brasil, em 1695. Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, foi um personagem que dedicou a sua vida lutando contra a escravatura no período do Brasil Colonial, onde os escravos começaram a ser introduzidos por volta de 1594. Um quilombo é uma região que tinha como função lutar contra as doutrinas escravistas e também de conservar elementos da cultura africana no Brasil.

O Jardim Botânico recebe cerca de 200 mil visitantes ao ano. Foto: SMA / Divulgação.O Jardim Botânico recebe cerca de 200 mil visitantes ao ano. Foto: SMA / Divulgação.

Águas límpidas, árvores imponentes, flores dos mais diversos formatos e cores cercam caminhos tranquilos e silenciosos, abertos para curiosos e visitantes – o único som que se faz permanentemente presente é o de animais dentro da floresta e dos pássaros cantando. Pode parecer distante da rotina de quem mora na cidade, mas é no meio da selva de pedra que os 360 mil metros quadrados de área verde do Jardim Botânico de São Paulo se fazem presentes como um espaço de contato com a natureza e de preservação da mesma.

No conjunto arquitetônico-cultural do Jardim Botânico destacam-se, além do Museu, o Jardim de Lineu, inspirado no Jardim Botânico de Uppsala, na Suécia. Foto: CK Turistando.No conjunto arquitetônico-cultural do Jardim Botânico destacam-se, além do Museu, o Jardim de Lineu, inspirado no Jardim Botânico de Uppsala, na Suécia. Foto: CK Turistando.

O Movimento Ocupe Estelita, contrário ao Projeto Novo Recife. Foto: Divulgação.O Movimento Ocupe Estelita, contrário ao Projeto Novo Recife. Foto: Divulgação.

Nos últimos anos, vários movimentos Brasil afora e em diversos países fizeram grande serviço à sociedade reiterando a necessidade de ocupar os espaços públicos das cidades de forma a reivindicar qualidade e liberdade de uso para os bens coletivos. Como exemplo, temos no Brasil o Movimento Ocupe Estelita  no Recife que, por meio de uma luta frente à crescente especulação imobiliária na região, confrontou as intenções mercadológicas do desenho urbano agressivo nas margens do Capibaribe. Foi a partir de alguns casos como esse que, em entrevista à organização Fora, o professor, crítico e curador Guilherme Wisnik tratou da questão do espaço público enquanto espaço de conflito.

"Dobra do corpo", performance do Fora. Foto: Reprodução / Facebook."Dobra do corpo", performance do Fora. Foto: Reprodução / Facebook.