Recomendados - São Paulo São

São Paulo São Recomenda

Para chegar aos mais de 600 itens que integram a exposição, a curadoria levou 18 meses em pesquisas em diversos acervos. Imagem: M.I.S. / Divulgação.Para chegar aos mais de 600 itens que integram a exposição, a curadoria levou 18 meses em pesquisas em diversos acervos. Imagem: M.I.S. / Divulgação.

Na semana em que morreu o mestre dos quadrinhos Stan Lee, o Museu da Imagem e do Som (MIS) inaugura uma grande exposição sobre a arte que ele ajudou a formatar. Em cartaz até o fim de março, a mostra não prioriza um ou outro período, estilo ou país. Sem se aprofundar muito, oferece breves pinceladas em toda a história da “arte sequencial”, desde as pinturas rupestres até as cibertirinhas da internet. Com essa amplitude temática, a curadoria de Ivan Freitas da Costa se mantém em um nível superficial, mas consegue o mais difícil: criar um fio condutor coerente para apresentar os mais variados tipos de Hqs.

Retrospectiva prioriza títulos que representam diferentes momentos da carreira do cineasta; alguns poucos conhecidos no Brasil. Imagem: Divulgação.Retrospectiva prioriza títulos que representam diferentes momentos da carreira do cineasta; alguns poucos conhecidos no Brasil. Imagem: Divulgação.

O CCBB São Paulo exibe, de 7 de novembro a 3 de dezembro de 2018, a mostra “Acorde! O Cinema de Spike Lee”, que apresenta ao público um dos mais importantes e urgentes cineastas contemporâneos. Com um cinema extremamente atual e um discurso inclusivo, Spike Lee aborda em sua filmografia uma visão particular da diversidade racial urbana. A mostra exibirá um recorte de 22 filmes e quatro videoclipes que representam diferentes momentos da carreira do cineasta.

No próximo ano, uma mostra reunirá todas as obras de bauhaus imaginista em Berlim. Foto: Gili Merin.No próximo ano, uma mostra reunirá todas as obras de bauhaus imaginista em Berlim. Foto: Gili Merin.

Sesc Pompeia acaba de inaugurar a exposição bauhaus imaginista: Aprendizados Recíprocos. A mostra é um dos quatro “capítulos” do projeto internacional que comemora o centenário da Bauhaus, a inovadora escola de arquitetura, artes e design, que foi fundada na Alemanha em 1919 e fechada pelo regime nazista 14 anos depois.

A 42ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começa nesta quinta-feira (18) e vai até o dia 31 de outubro com 336 filmes na programação. Durante duas semanas, serão exibidos 336 títulos em diversos endereços, entre cinemas, espaços culturais e museus espalhados pela capital paulista, incluindo projeções gratuitas e ao ar livre.

A seleção faz um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial tem produzido, além de apresentar tendências, temáticas, narrativas e estéticas. A 42ª Mostra é composta de seis seções: Apresentações Especiais, Homenagens, Restaurações, Competição Novos Diretores, Mostra Brasil e Perspectiva Internacional. Desde 2017, o evento também apresenta filmes de realidade virtual.

Alguns dos 70 filmes da mostra 'Buster Keaton – O Mundo É Um Circo' serão exibidos com acompanhamento de um piano, reproduzindo a experiência do cinema do início do século passado. Foto: Divulgação.Alguns dos 70 filmes da mostra 'Buster Keaton – O Mundo É Um Circo' serão exibidos com acompanhamento de um piano, reproduzindo a experiência do cinema do início do século passado. Foto: Divulgação.

Buster Keaton tornou-se famoso no cinema mudo como o comediante que jamais sorria. O detalhe pode ter contribuído para sua popularidade, mas o fato é que Keaton foi um dos maiores artistas da sétima arte, equivalendo-se a outros gênios como Charlie Chaplin. Poucos, no cinemamudo, uniram com tanto talento a engenhosidade da técnica com a arte cômica. É o que poderá ser comprovado por qualquer cinéfilo a partir desta quinta-feira, 11, quando começa a importante mostra Buster Keaton – O Mundo É Um Circo, a maior retrospectiva do artista já realizada no Brasil. 

Pinturas históricas do MHN complementam acervo da Pina, segundo curadora. Foto: Daniel Teixeira / Estadão.Pinturas históricas do MHN complementam acervo da Pina, segundo curadora. Foto: Daniel Teixeira / Estadão.

O acervo do Museu Histórico Nacional, do Rio de Janeiro, tem mais de 280 mil peças. Cerca de três mil, apenas, porém estão em exposição permanente na instituição. A Pinacoteca de São Paulo, apresenta, de 6 de outubro de 2018 a 28 de janeiro de 2019, a exposição Coleções em Diálogo: Museu Histórico Nacional e Pinacoteca de São Paulo, no segundo andar da Pina Luz.