Ações - São Paulo São

São Paulo São Ações

O que dizem os especialistas sobre o comportamento do novo coronavírus na população mais velha, em grávidas e crianças e por que ele ataca os pulmões. Foto: Science Alert.O que dizem os especialistas sobre o comportamento do novo coronavírus na população mais velha, em grávidas e crianças e por que ele ataca os pulmões. Foto: Science Alert.

A pandemia do coronavírus atingiu nesta sexta-feira mais de 125.000 casos registrados em todo o mundo. No Brasil, 121 casos da doença foram confirmados pelo Ministério da Saúde no sábado. Rio de Janeiro e São Paulo já apresentam caso de transmissão comunitária, ou seja, quando não é possível mais saber a origem da infecção. Por se tratar de um vírus novo (o Sars-Cov-2), muitas perguntas ainda estão sem resposta, assim como a criação de uma vacina e remédios específicos para o tratamento da doença. As estatísticas, porém, já mostram que essa é uma enfermidade com maior letalidade em idosos. E que, diferentemente de outras doenças, aparentemente as crianças não fazem parte do grupo de risco.

Terreno do parque era disputado pelo dramaturgo José Celso Martinez Corrêa, diretor do Teatro Oficina, e pelo Grupo Silvio Santos, que pretendia construir três prédios de até 100 metros de altura na região. Foto: Markus Lanz.Terreno do parque era disputado pelo dramaturgo José Celso Martinez Corrêa, diretor do Teatro Oficina, e pelo Grupo Silvio Santos, que pretendia construir três prédios de até 100 metros de altura na região. Foto: Markus Lanz.

O Projeto de Lei 805/2017 que determina a implementação do Parque Bixiga, na região central de São Paulo, foi aprovado em segunda votação, por unanimidade, na tarde desta quarta-feira (12) durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de São Paulo. Agora, o projeto deve ser sancionado ou vetado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB).

A Lei proíbe fornecimento para clientes de copos, pratos, talheres, agitadores para bebidas e varas para balões de plástico. Foto: Getty Images.A Lei proíbe fornecimento para clientes de copos, pratos, talheres, agitadores para bebidas e varas para balões de plástico. Foto: Getty Images.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, sancionou ontem (13), a lei que proíbe o fornecimento de copos, pratos e talheres de plástico na cidade. Com a proibição, os itens devem não só deixar de ser oferecidos por bares e restaurantes, como também não estarão mais disponíveis no comércio e em supermercados para uso doméstico. A legislação entra em vigor em 1º de janeiro de 2021.

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio