Caminhos - São Paulo São

São Paulo São Caminhos

Os cartões internacionais das marcas Visa e MasterCard e os celulares com a tecnologia por aproximação, podem ser usados para o pagamento da tarifa. Foto: Gabriel Fachini / Secom. Os cartões internacionais das marcas Visa e MasterCard e os celulares com a tecnologia por aproximação, podem ser usados para o pagamento da tarifa. Foto: Gabriel Fachini / Secom.

Foi anunciado nesta quinta-feira (12) o projeto piloto de modernização dos meios de pagamento de tarifa no transporte coletivo por ônibus, que poderá ser feito por cartões com tecnologia de pagamento por aproximação, smartphones e smartwatches. Inicialmente, o sistema será implantado em 200 veículos, 12 linhas e dois atendimentos (que fazem um trajeto para complementar a linha base), de 12 empresas de ônibus que passarão a aceitar novas formas de tecnologia como forma de pagamento. Cerca de 2,9 milhões de passageiros poderão ser beneficiados mensalmente a partir da próxima segunda-feira (16).

Foto: Claudio Olivares Medina / Flickr. Foto: Claudio Olivares Medina / Flickr.

Deslocar-se pelas cidades é requisito básico para o acesso e o desenvolvimento da maioria das atividades humanas. São viagens diárias entre residência e trabalho, estudo, lazer, ou outros compromissos cotidianos. E nem sempre são feitas com as melhores condições de conforto, seja em transportes lotados ou congestionamentos. Mobilidade urbana é um tema muito atual e bastante debatido, desde rodas de conversas informais até seminários técnicos e científicos. É difícil encontrar alguém que não tenha uma opinião formada sobre o assunto ou alguma solução milagrosa para os problemas de sua cidade ou região. Já publicamos no site diversos artigos sobre o assunto, sejam de propostas utópicas até questões relacionadas ao cotidiano da maior parte da população.

A cidade de Chandigarh, teve sua construção iniciada na década de 1950. Foto: Indian Express.A cidade de Chandigarh, teve sua construção iniciada na década de 1950. Foto: Indian Express.

Grandes ideias podem mudar para sempre o destino das cidades quando implementadas em cimento, aço e pedra. Quando São Petersburgo, na Rússia, foi criada em 1703 por Pedro, o Grande, ele imaginou a nova capital como um emblema de um império russo moderno, inspirado em centros comerciais da Europa Ocidental, como Amsterdã. No século 20, Chandirgarh, na Índia, foi moldada como uma "cidade-jardim” inglesa para demonstrar o progresso e as aspirações de prosperidade na Índia pós-partição. A meio mundo de distância, nos Estados Unidos, Detroit se transformou em uma das megacidades industriais do mundo, moldada pelos ideais do American Dream (sonho americano) e da produção visionária de Henry Ford.

Cidade do México, atualmente a segunda cidade mais populosa do mundo, com pouco mais com 20 milhões de habitantes. Foto: Yann Arthus Bertrand / Getty Images.Cidade do México, atualmente a segunda cidade mais populosa do mundo, com pouco mais com 20 milhões de habitantes. Foto: Yann Arthus Bertrand / Getty Images.

Quanto pode crescer racionalmente uma cidade em tamanho e em habitantes? Do que depende? Como abordar a segurança sem romper o tecido da cidade com urbanizações? Qual papel os carros terão nas cidades nas próxima década? Como abordar o turismo para evitar a ruína das cidades quando seus moradores já não conseguem viver nelas? O arquiteto britânico Norman Foster, ganhador do Prêmio Pritzker de 1999; seu colega chileno Alejandro Aravena, também premiado com o Nobel da Arquitetura em 2016; Janette Sadik-Khan, uma autoridade em transporte e desenvolvimento urbano, e Nicholas Negroponte, cofundador do MIT Media Lab, respondem por e-mail a um questionário sobre o futuro das cidades.

Nada se mantém intacto sem conservação e preservação. Com as áreas urbanas isso não é diferente. Num momento em que o mundo busca qualificar as cidades em prol do meio ambiente e da saúde da população, projetos de transformação urbana desempenham um papel importante. Diferentes formas de intervenções nas cidades podem alterar áreas construídas ou espaços públicos com o objetivo de tratar questões sociais ou até reativar a economia local.

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio